Livro x Filme: O Iluminado do Stephen King

Postado em Atualizado em

o_iluminado_jack_na_portaSe você é um fã de terror ou de cinema você deve saber que o Iluminado é considerando referencia tanto no mundo literário como no cinematográfico. A estória da família Torrance e do hotel Overlook foi adaptada duas vezes , a primeira para o cinema em 1980 pelo amado/odiado Stenley Kubrick ( 2001: Uma odisseia no espaço, Laranja Mecânica, Lolita) e a seguinte veio como uma minissérie em 1997 produzida pelo próprio King. Obviamente a produção de 1997 é bem mais fiel ao livro que a de 1980, justamente por ter o olho onisciente do autor durante toda a execução; Mas isso não quer dizer que ela é melhor nem pior , na verdade há uma grande divisão de opiniões em relação a isso. Por isso resolvi fazer esse comparativo entre ambas adaptações e o livro e falar a minha conclusão sobre o assunto. Vai ser mais focado no filme que na minissérie, justamente pela fidelidade dela. Os fatos dela são exatamente iguais ao do livro, sendo assim não tenho muito o que falar a mais sobre.

Primeiramente, aqui vai os fatos comuns da estória: O Iluminado acompanha da família Torrance, que se muda para as montanhas durante o inverno onde vão passar uma longa temporada isolados no Hotel de luxo Overlook, onde o patriarca da família e ex-alcoólatra , Jack Torrance, consegue um emprego de caseiro e usa isso como um recomeço depois de péssimas escolhas que ele teve no passado; ele também pretende usar esse tempo para concluir uma peça de teatro. Junto com ele vai sua esposa, Wendy, que está emocionalmente desgasta devido as atitudes de Jack no passado mas ainda não desistiu completamente; principalmente devido ao filho do casal, Danny, que é muito ligado ao pai. E é devido a Danny que temos o titulo, ‘ O Iluminado’, que nada mais é que o nome escolhido pelo autor para pessoas com poderes sobrenaturais; durante a estória também conhecemos outro iluminado, Dick Hallorann, que é quem explica para Danny o que ele é exatamente e o alerta sobre os perigos do Hotel Overlook. A partir dai assistimos o isolamento afetar a família e degradação da mente de Jack, que terminar por tentar assassinar sua família.

Obviamente o livro, como todo livro que foi adaptado, é bem mais detalhado que o filme. É inevitável produzir uma adaptação com alterações; é um produto diferente e mesmo que parcialmente busca um público diferente e bem mais amplo. O Iluminado acaba tendo bastante divergências em entre livro e filme. De fatos pequenos, como a alteração da arma central á corte completos de informação. Eu separei algumas pontos principais que eu considero muito importantes e foram bastante alterados, o primeiro sendo o próprio Hotel Overlook.

vlcsnap-2011-03-09-21h45m02s65

No livro o Hotel Overlook é uma entidade externa tão importante como os personagens; ele possui uma historia cheia de tragédias que vão de suicídios a assassinatos e diversos fatos mais sinistros. Ele tem muito historia e isso é muito explorado. O passado do hotel e seus fantasmas – literais e ficcionais- estão sempre presentes de uma forma significativa na estória.  É devido a ele que Jack enlouquece; os fantasmas do Hotel querem Danny por ser um Iluminado e isso deixaria o lado ‘sobrenatural’ do hotel mais forte, por isso usam Jack, que é mais facilmente manipulado devido a sua mente fraca, uma consequência do seu passado.

Já o filme segue um caminho totalmente diferente; o diretor corta praticamente toda a historia do Hotel e foca no tempo da família Torrance ali. A explicação para as ações do personagem de Jack Nicholson são totalmente opostas a do livro; aqui ao invés de fantasmas o personagem sofre da  síndrome da cabana, que curiosamente é uma estado real que devido a um período longo de isolamento e falta de atividade onde o individuo esta confinado acaba causando desde alucinações a ataques de irritabilidade, dentre outros sintomas; o lado sobrenatural só não é totalmente ignorado devido ao fato de Jack ser retratado em um estado de reencarnação perpétua; ele acaba sempre indo para o Hotel Overlook e tentando assassinar sua família com a intenção de ‘corrigi-la’. Algumas pessoas escolhem ignorar esse fator e focar apenas na síndrome da cabana, usando como argumento o fato das alucinações de Jack não tornarem sua perspectiva confiável. Pra mim a ultima cena do filme é bem clara e independente do caminho que o Kubrick escolheu seguir a estória obviamente tem um fundo paranormal bem forte, mesmo no filme.

All Work and no Play makes Jack a dull boy

O seguinte ponto que é bem diferente é o desenvolvimento dos personagens principais, começando por Jack Torrance. No livro ele acaba tendo um desenrolar mais lento para a loucura; ele começa como um pai amoroso,- alias, isso é outra grande diferença. A relação de pai e filho é muito forte no livro e isso é quase ignorado no filme. Ele está realmente tentando, mas está já deturbado pela falta da bebida. O próprio fato dele ter sido um alcoólatra tem uma base no passado do personagem e isso não é mostrado no filme.  E sua esposa, Wendy, é um ponto que eu tenho que concordar com o próprio autor , ela foi totalmente desmerecida; No livro a personagem está sempre ciente da situação, inclusive é apontada como sendo ligeiramente Iluminada; ela também é uma personagem particularmente forte e extremamente protetora. Já no filme ela se limita a ações submissas e sair correndo gritado pelo Overlook.

sh_in8rye

Outra grande diferença é o final. Mas eu não vou falar ele aqui, porque sei muita gente não leu ou assistiu ao filme e isso série um grande spoiler; me limito a dizer que o desenrolar tem apenas uma breve semelhança, mas contexto geral é totalmente diferente. Talvez mais há eu faça uma analise separadamente com direito a spoilers e mais detalhes.

A minha conclusão foi: Ambos são muito bons de formas diferentes. Eu sei que é difícil, principalmente para o pessoal que leu o livro, mas o filme não deve ser assistido como um versão da obra, e sim uma adaptação, que é o que ele consiste. Se você conhece um pouco do diretor sabe que ele tem sobre sua própria visão e praticamente todas as suas adaptações seguem seu próprio caminho.  Caso não queria arriscar tem a minissérie, que como eu disse é extramente fiel, mas eu não gostei tanto; falta um acabamento geral que eu não consegui passar por cima. Mas vai dá opinião de cada um.

Se você leu até o final muito obrigada! Eu não pretendia fazer algo tão grande mas realmente não tinha como. Eu até exclui um monte de coisas que queria falar sobre se não ia acabar sendo um pequeno livro; eu vou a fazer resenha do livro separadamente porque tem monte de detalhes que precisam ser abordados. Provavelmente devo liberar no próximo mês, durante a Maratona Literário de Inverno.

E é isso, espero que tenho gostado;e não se esqueçam de deixar suas opiniões nos comentários.

nwesub

Anúncios

7 comentários em “Livro x Filme: O Iluminado do Stephen King

    Amanda Larsen (@AmandaLarsen_) disse:
    23 de junho de 2015 às 21:18

    Tenho pavor de terror kkk, se eu assistir esse filme eu ficaria uns dias sem dormir, não curto terror em filmes e livros, até as imagens mostram ser estranhos.
    Fique com Deus!
    http://www.doceliterario.com

    Curtir

    Goulart, F. disse:
    26 de junho de 2015 às 15:38

    Olá!

    Eu ainda tenha curiosidade em ler a obra, mas a meta de leitura está grande, então essa ainda terá que esperar. Hahah.
    Bastante gente tem reclamações quando se trata de livros adaptados. O caso é que devemos entender o trabalho de todas as pessoas por trás de um filme. Não é possível colocar todos os mínimos detalhes em um filme. Não tem nem como comparar.
    Mas quanto mais fiel, melhor.

    Adorei a sua publicação!

    Beijos,
    Goulart, F.
    http://imperio-imaginario.blogspot.com/

    Curtir

    Clayci disse:
    26 de junho de 2015 às 20:27

    Eu gosto muito do filme, mas sei que o SK não curtiu muito a mudança do Stanley..
    Comecei a ler Doutor Sono e parei a leitura no meio, pq pensei que como havia assistido o filme não iria ficar perdida né… ENGANO ENGANO, irei ler o Iluminado primeiro para depois pular pro Doutor Sono, pq fiquei perdidinha >.<

    Curtir

      itgeekgirls respondido:
      26 de junho de 2015 às 21:52

      Nossa, sim leia antes! O filme é beeeeeem diferente. Como eu disse, é um bom filme, mas não é nada fiel. Final diferente, personalidade dos personagens, enredo e etc. Vou ler o Doutor Sono esse mês, me segurando aqui. Rs

      Curtir

    Giulia Ladislau disse:
    27 de junho de 2015 às 12:16

    Jura juradinho?
    Você não tem noção do trauma que esse livro me causou na adolescência. Noites sem dormir e a certeza de que nunca mais leio King na vida! Nem quis ver o filme pras imagens não ficarem impregnadas na mente. Mesmo vc dizendo que a parte sobrenatural não é tão forte, essa cara de maníaco do ator me assusta. Não sabia da minissérie e fiquei tentada a ver. Não queira entender minha mente, só sei que fiquei curiosa. rs
    Beijinhos!
    Giulia – http://www.prazermechamolivro.com

    Curtir

    Thais Teixeira disse:
    29 de junho de 2015 às 12:57

    Cara eu sou uma cagona, não curto nada de terror, nem filme nem livro (hsuahsuah)
    Não sinto o menor interesse, sei lá…. kkkkk … admiro muito quem curte!

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com

    Curtir

    Fernanda disse:
    29 de junho de 2015 às 14:18

    Oi!
    Tenho muita vontade de conhecer mais sobre as obras de Stephen King, nunca li e nem assisti nenhum filme que foi adaptado. Já vi várias resenhas sobre e espero esse ano ler algo dele xD

    Bjs!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s